Artigos

Amazonino fomenta o setor primário com cessão de implementos aos agricultores. Benjamin Constant foi contemplada.

O governador Amazonino Mendes anunciou ontem, 04, a liberação de mais de 70 mil itens de implementos agrícolas para produtores rurais, por meio do programa Terra Produtiva, criado em 2015 e que, neste ano, recebe atenção especial do novo governo. Produtores de todos os municípios do estado serão contemplados com os implementos, destinados ao fomento da atividade produtiva do setor primário.

Em cerimônia realizada no estacionamento do Centro de Convenções Vasco Vasques, bairro Flores, zona centro-sul, o governador Amazonino Mendes disse que a nova gestão executa um programa que está inserido na Lei Estadual 4.268/2015, que dispõe sobre o Plano Plurianual para o período 2016-2019. Ele ressaltou que as gestões passadas não deram a atenção necessária ao programa.

“Nós estamos aqui executando um programa que foi idealizado por outro governo. O governo do José Melo criou um programa chamado Terra Produtiva. Mas não saiu do papel. Embora tenha sido consignado no orçamento os recursos, no orçamento que nós herdamos, eles não executaram os programas. Criaram no papel a teoria, mas não executaram. Ou se executaram, criaram um arremedo. Nós estamos cumprindo com a nossa obrigação”, afirmou o governador.

O prefeito de Benjamin Constant, Davi Bemerguy, esteve presente ao evento e disse estar muito satisfeito com o projeto de interiorização das ações de governo e que a medida vai beneficiar muito os municípios do interior, pois há muitos anos uma ação do tipo não é realizada. “Só quem conhece a realidade de quem mora no interior é seu povo. A entrega desse material vai com certeza ajudar a fomentar a produção e levar esperança para o homem do campo que poderá trabalhar melhor”, afirmou Davi Bemerguy.

Amazonino deu especial aos prefeitos presentes e disse que o foco do projeto é chegar a todas as essas famílias do interior, que passaram anos no abandono e na desesperança. “Nós queremos nos integrar no sofrimento atroz, terrível, diário, dos prefeitos que lidam com o fantasma do desemprego, da fome, da miséria, que campeia nos municípios. Queremos levar a mão fraterna do Governo do Estado a esses cidadãos esquecidos, simplesmente. São eles que põem o alimento na nossa mesa. Porque eles enfrentam as vicissitudes da vida”, declarou o governador.

***

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *