Artigos

38ª Festa do Guaraná: Lendas Sateré Mawé fecham o evento

224D6E8A-F522-4867-A139-CECDB4E637A3.jpeg

No terceiro e último dia da 38ª edição da Festa do Guaraná – evento realizado pela Ambev, Governo do Amazonas e Prefeitura de Maués – na noite e madrugada deste domingo (10), as lendas e tradições milenares dos Sateré Mawé foram o destaque da programação.

Neste ano, duas companhias locais encenaram a lenda no palco principal do evento, apresentando ao público as versões mais conhecidas da história, a partir das 21h30.

Com 35 bailarinos e cinco solistas, o Corpo de Dança de Maués (CDM) foi criado em 2004 e desde então seus espetáculos se mantem fiéis à tradição indígena, com intensas pesquisas nas comunidades sateré que lhe renderam muitos destaques e apresentações no Teatro Amazonas e no reality show ‘Amazônia’, exibido pela TV Record em 2016.

Por outro lado, o Grupo Porantim, também fundado na Terra do Guaraná em 2004, optou por uma versão romanceada da lenda na qual a bela índia Cereçaporanga, se apaixona por um guerreiro de uma tribo rival e com ele foge.

Perseguidos, fazem um pacto de morte que faz comove a Deusa Jaci, que fez nascer uma planta com frutos semelhantes aos olhos de Cereçaporanga.

Também aconteceram no último dia da festa os shows Pagodez, Banda The Power, David Assayag e o encerramento dos torneios esportivos.

SALDO POSITIVO  

       De acordo com dados da Polícia Militar do Amazonas, nos três dias da festa não foram registradas nenhuma ocorrência na Praia da Maresia, local do evento.

       Além da programação cultural, um dos destaques desta edição foi a Feira de Agronegócios e a exposição Rota do Guaraná, onde visitantes e turistas puderam conhecer mais sobre a história e a cadeia produtiva da fruta e também adquirir diversos itens como bebidas, guaraná em bastões e em pó, e ainda artesanato.

       “Acredito que esta foi uma das melhores edições da festa para os agricultores porque a procura foi excelente, principalmente pelos visitantes de Manaus, que vão levar para casa o produto original”, destacou o produtor rural, José Cristo.

       De acordo com o prefeito de Maués, Junior Leite, nos três dias de festa foram gerados 600 postos de trabalho diretos e indiretos e também a consolidação do município como um dos principais destinos turísticos do Amazonas.

       “A vocação natural das belas praias e povo hospitaleiro já temos, e Maués vai continuar trabalhando e qualificando profissionais e a nossa rede de serviços para que em breve possamos transformar o setor em uma das principais fontes de receita, ao lado da cultura do guaraná”, afirmou Junior Leite.