Sem categoria

Deputado alerta sobre a insegurança pública em Manaus

IMG_9689.JPG

Durante a sessão desta quarta-feira (19), na Assembleia Legislativa do Amazonas, o deputado Augusto Ferraz (DEM) realizou um inflamado discurso no pequeno expediente  – primeira parte da sessão ordinária do plenário e que tem duração máxima de 60 minutos e é destinada aos discursos de deputados previamente inscritos. Cada discurso tem duração de cinco minutos.

O parlamentar destacou que a Segurança Pública do Estado está abandonada e criticou a ausência de políticas públicas e estratégias que atendam a necessidade da população.  “Vivemos um descalabro”, disse.

“Estivemos no centro da cidade próximo a igreja dos remédios, e os empresários e funcionários de toda essa área são reféns dos bandidos que assaltam comerciantes e  comerciários tal a vulnerabilidade que vivenciam”, disse.

O deputado ressaltou que é sabido que todo o Estado tem sofrido com essa onda de violência. “De que adianta viaturas novas e  caras, com tecnologia embarcada se faltam aos policiais respeito por parte do governo oferecendo melhores condições de trabalho?”, questionou.

“Me causa espanto vê um policial confinado a um cubículo e tendo de almoçar sua quentinha em calçada por não ter um local digno para trabalhar e almoçar”.

Augusto Ferraz, que está em seu primeiro mandato , chamou a atenção de seus pares para que parlamento e executivo, juntos,  implementem ações  que vão de encontro aos verdadeiros anseios da sociedade.

“Entrei na politica para somar e fiscalizar os projetos de governo e não para ficar na retórica do discurso fácil”, disse.

O deputado ofereceu a ideia de recriar os antigos PMS BOX  que existiam nas décadas de 80 e 90. Só que desta vez, disse, “construídos com dignidade, maiores e que se espalhem por todos os bairros de Manaus”.

“Ontem (18) estive no bairro João Paulo na zona leste. E lá deparei com crianças de 12 a 15 anos armadas e todas se preparando para assaltos à ônibus”, disse o deputado.

Ferraz criticou a forma como o executivo planeja suas ações na área da segurança. 

“A ausência de policiais em áreas importantes da cidade culminam por deixar toda a sociedade a mercê dos bandidos”. De acordo com ele, isso estaria prejudicando ainda mais a Segurança Pública.

O parlamentar concluiu seu discurso criticando os investimentos que foram feitos em veículos e em outras áreas menos importantes.  “Se as polícias tivessem condições melhores de trabalho o quadro seria outro”, alertou conclamando a sociedade para um amplo debate. “A situação é muito grave”, finalizou o deputado.