Caos em Japurá

Hospital em Japurá reformado recentemente tem salas e corredores alagados por chuva

O Hospital Mayara Redman Aziz, localizado no município de Japurá, a 958 quilômetros de Manaus, ficou alagado após uma chuva registrada nas últimas 48 horas no município. A água invadiu a unidade de saúde e teve algumas áreas alagadas, principalmente, os corredores. Medicamentos, equipamentos médicos, aparelho de alta resolução e outros itens médicos, cujos  valores monetários altos, foram perdidos.

Os próprios funcionários tiveram que se organizar para fazer a limpeza. Segundo eles, vários medicamentos para o combate ao COVID 19 foram perdidos.

A Secretaria Estadual de Saúde até o momento não se manifestou oficialmente sobre a ocorrência e como ficarão os atendimentos daqui pra frente. Houve interrupção dos serviços e a gestão do hospital tomou todas as medidas de imediato.

Alguns pacientes foram reposicionados internamente, embora não tenha sido feita a higienização dos locais afetados pela chuva. Não se sabe quando o atendimento será normalizado.

Segundo o prefeito eleito nas últimas eleições, Professor Vanilso (PSD), houve um reparo estrutural para a modernização e ampliação da estrutura do hospital realizado recentemente por uma empresa contratada pelo governo do Estado e atual gestão municipal. Segundo Vanilso, a obra foi mal feita, tem graves equívocos estruturais e, apenas para citar um problema, de vários, “houve a troca das telhas existentes por telhas de barro que não suportaram os fortes ventos ocorridos durante a chuvas e foi tudo destelhado”, disse.

As imagens captadas pelo leitor mostram os corredores alagados, água escorrendo de uma escada como se fosse uma cachoeira e o gesso caindo do teto. A maior incidência de água foi no corredor do hospital que dá acesso as salas de atendimento e enfermaria.

— Á água caia pelo teto. Parecia uma cachoeira. Foi um momento de desespero para médicos, pacientes e enfermeiros. Descaso total — contou o leitor, que estava na unidade aguardando uma amiga que trabalha no hospital.

— Os pacientes precisaram ser removidos e foi um corre-corre geral — completou o morador.

 

VISITA DO GOVERNADOR RECENTE

No mês passado, 12/11, o governador Wilson Lima visitou o hospital Mayara Redman Abdel Aziz, em Japurá. Na oportunidade a unidade recebeu equipamentos novos para realizar atendimentos por telemedicina, viabilizados por meio de parceria entre a Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM) e o Ministério da Saúde.

O governador Wilson Lima esteve mês passado no hospital Mayara Redman Aziz, fiscalizando a obra e anunciando outras melhorias

Na ocasião o governador afiançou que, ao todo, sete especialidades médicas seriam oferecidas pelo projeto, financiado pelo Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (Proadi-SUS), com o apoio do Hospital Albert Einstein. No total, além de Japurá, outros 26 municípios serão contemplados, incluindo Manaus.

“Esse programa está sendo levado para o interior, e é algo que nos ajuda muito no atendimento a algumas especialidades em que o Estado tem uma demanda muito alta. Então, a partir de hoje, nós estamos dando início a essa parceria com o Hospital Albert Einstein (de São Paulo) em que moradores de municípios como Japurá vão ter a oportunidade de ser atendidos por um médico especialista de uma instituição renomada como Albert Einstein”, destacou na época o governador.

A prefeitura atual de Japurá, sob a gestão da prefeita Oneide (PSC), investimentos em saúde apenas do governo do Estado no total de R$ 463,8 mil do Fundo de Fomento ao Turismo, Infraestrutura, Serviços e Interiorização do Desenvolvimento do Estado do Amazonas (FTI), repassado em três parcelas de R$ 154,6 mil, e ainda quatro milhões de reais do governo federal para o combate ao coronavírus durante o ano de 2020.

FALTA DE RECURSO NÃO É

A unidade hospitalar do município de Japurá está sendo reformada através de emenda parlamentar estadual.

Segundo disse o próprio governador em sua visita ao município no último mês de novembro “Nós estamos mudando alguns equipamentos das unidades do interior. São equipamentos modernos que nós estamos trocando por aqueles que eram locados, agora esses serão permanentes. Já mandamos para cá também insumos, EPIs, medicamentos, estamos aqui no processo de reforma em parceria com a Prefeitura, em parceria com A Assembleia Legislativa do Amazonas que destinou emendas na ordem de R$ 750 mil. Todas essas ações estão sendo importantes para que a gente possa garantir o atendimento para os pacientes”, pontuou o governador Wilson Lima.

 

Eleito com 55% dos votos válidos nas últimas eleições, professor Vanilso afirma que fará uma administração voltada única e exclusivamente aos interesses do povo e nada mais.

Para o prefeito eleito nas últimas eleições e que assume dia 01 de janeiro de 2021, Professor Vanilso (PSD), não é falta de recursos públicos que faltaram ao município de Japurá ao longo deste ano, e sim, falta de comprometimento com o dinheiro público. “O que está acontecendo neste momento é a total falta de zelo e responsabilidade. As pessoas têm que saber o que o poder público está fazendo. Elas têm o direito de saber quanto está custando cada obra, e eu como futuro gestor público tenho a obrigação de fazer com que ele se informe”, afirmou o prefeito eleito.  “Em meu governo farei isso de forma transparente, mostrando quanto custa cada obra, dizendo das dificuldades que tenho, não prometendo o que não posso fazer”, completou.

Vanilso disse ainda que não vai desistir da proposta de mostrar à população o papel dela no processo de mudança na concepção de fazer política. deputados verificassem o resultado, as melhorias proporcionadas com as ações governamentais e mostrasse onde há necessidade de readequação. “Até o último dia do meu mandato estarei com esse propósito de fazer com que a coisa aconteça de forma transparente, honesta, eficiente e quero ver a população de Japurá junto conosco, fazendo a fiscalização”, destacou. Dentro da lógica do discurso do prefeito eleito está a preocupação com a qualidade de vida da população. Se os recursos forem bem aplicados, a resposta chega na ponta. Fatos como esse que estão ocorrendo em nosso único hospital não será tolerado em minha administração”, disse.

 

VEJA AS IMAGENS DOS ESTRAGOS 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.