Sem categoria

Prefeito eleito de Autazes participa de Encontro Nacional em Brasília

IMG-20161026-WA0023.jpg

O prefeito eleito do município de Autazes Andreson Cavalcante (PROS) está participando do Encontro Nacionais de Prefeitos de todo o Brasil onde participa de uma capacitação promovida pela CNM (Confederação Nacional dos Municípios). O chamado “Seminário Novos Gestores”, que vai até esta quarta-feira na capital federal, visa levar aos prefeitos eleitos das regiões Norte e Centro-Oeste do Brasil, a situação das administrações públicas municipais na atualidade e os desafios para os novos gestores que assumem as prefeituras a partir de janeiro do ano que vem.

Andreson Cavalcante (PROS) disse a nossa reportagem que no primeiro dia o evento foi bastante produtivo e esclarecedor tendo o presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Paulo Ziulkoski abrindo o Seminário apresentando um dos temas mais importantes na atualidade: o financiamento da gestão pública.

Para o prefeito Andreson Cavalcante, o seminário trouxe um comparativo do gasto médio das prefeituras e do valor recebido pela União em três iniciativas federais. No caso da merenda escolar, os Municípios recebem em média R$ 0,30 por aluno, quando na verdade o custo chega a R$ 4,50, destacou o presidente da entidade em sua explanação.

Essa realidade é compartilhada no Programa Estratégia Saúde da Família (ESF). Os cofres locais recebem entre R$ 7.130 e R$ 10.685 para manter a iniciativa cujos gastos giram em torno de R$ 48 mil.

A defasagem é ainda mais evidente quando o tema é transporte escolar. O custo médio da prefeitura com o serviço é de R$ 114 mil. Contudo, os recursos que chegam do governo federal não ultrapassam R$ 12 mil. “Essa diferença quem paga são vocês, prefeitos. Sai do bolso do município”, disse o palestrante Paulo Ziulkoski.

Pontos Importantes

Para o prefeito de Autazes, Andreson Cavalcante, é importante destacar sobre a necessidade de o município executar somente suas competências. Um conselho que recebemos no seminário é que não façamos nada que é de competência do Estado ou da União. “Façam apenas o que é de responsabilidade municipal. Tenho certeza que essa medida vai evitar muitos problemas para vocês”, disse o presidente da Confederação Nacional dos Municípios.

Outro ponto comentado por ele foi à questão da equipe de governo. “É preciso enxugar a máquina pública”, sugeriu. O presidente recomendou ainda a adoção de um quadro de pessoal “mais técnico e menos político” para auxiliar na gestão municipal.

 

Na parede

Com poucos recursos em caixa, muitas atividades das prefeituras ficam travadas e não conseguem avançar.  Entre elas, as obras. Esse foi mais um tópico abordado pelo líder municipalista ao falar sobre as emendas parlamentares.

“As emendas parlamentares trazem uma série de problemas aos gestores locais. Para vocês terem uma ideia, entre a assinatura do convênio e a prestação de contas, o tempo médio para receber o recurso é de 38 meses, ou seja, todo um mandato” destacou o líder municipalista.

Para Andreson Cavalcante o seminário tem se mostrado bem atual e revelador à medida que ele mesmo como gestor terá de tomar algumas medidas para melhor gerir a máquina publica, disse o prefeito eleito.

“Vamos fazer um governo dentro da ordem fiscal vigente e que atenda de fato as necessidades mais prementes do povo de Autazes. De mim podem esperar trabalho diuturnamente, pois foi pra isso que confiaram em mim”, salientou o prefeito Andresson que foi eleito no último dia 3/10 com 9.729 votos ou 46,41% dos votos válidos.

O prefeito eleito visitou toda a Bancada Amazonense na Câmara Federal ocasião em que se colocou a disposição para reunir idéias e projetos visando o melhor para o municipio de Autazes

 

 

ASCOM/Autazes