Transparência nos gastos públicos

Sidney Leite defende a CPI da Covid-19

Na tarde de ontem (13), o Senado da República leu o requerimento que propõe a abertura da CPI da Covid-19, que deverá investigar as possíveis omissões que possam ter agravado os casos da pandemia no país. E, praticamente começa pelo Estado do Amazonas, com as diversas mortes ocorridas pela falta de oxigênio e leitos.

O deputado federal pelo Estado do Amazonas, Sidney Leite, gravou um vídeo com seu posicionamento com relação à CPI.

“Entendo que, nas democracias, o recurso público tem que ser aplicado de forma transparente e, se há suspeitas de desvios ou má aplicação do recurso público, deve ser apurado. Lembrando que um dos objetos principais desta CPI se trata do Estado do Amazonas”, disse Leite.

O texto do requerimento cita que “irá, principalmente, nas omissões do Governo Federal, no enfretamento da pandemia no país, em especial ao agravamento da crise sanitária no Amazonas, com a falta de oxigênio e hospitais para pacientes serem internados”.

O deputado ainda citou a ajuda solidária do cantor Gustavo Lima, que com boa vontade e mais um grupo de artistas encaminharam para Manaus cerca de 150 cilindros de oxigênio, fretando um avião particular, “ele conseguiu colocar oxigênio em Manaus e o Governo do Estado foi incapaz de prover oxigênio para as pessoas, de se antecipar com a abertura de novos leitos, para que nós não enfrentássemos e passássemos o que nós passamos, por isso entendo que é importante apurar essas denúncias (..) lembrando que nos últimos dois anos o Governo do Estado do Amazonas teve um acréscimo de receita de quase 5 bilhões de reais, por isso defendo que seja apurado o comportamento, a conduta e, se houver, os desvios de dinheiro público”, acrescenta.

Segundo o Senado, não há um prazo regimental para que os líderes nomeiem os membros da CPI, mas isso pode vir a ser definido pelo presidente. A instalação da comissão será feita depois que a composição estiver definida, ocasião em que serão escolhidos o presidente, o vice e o relator.

 

******

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.