Congresso Nacional

Deputado Sidney fortalece a luta em defesa da BR-319 no Congresso Nacional

O deputado federal Sidney Leite divulgou em suas redes sociais, um vídeo que fortalece a luta no Congresso Nacional em favor do término das obras da BR-319. “A pandemia tem causado tanta dor e sofrimento com mortes de centenas de amazonenses e a ausência de infraestrutura na região agravou tudo isso. A BR-319 é um caso explícito disso. Precisamos tirar o Amazonas do isolamento”, disse o parlamentar.

“Esse é um momento, onde mais do que nunca, percebemos a importância e a necessidade de mudarmos essa realidade, que nos coloca em condição isolada. Fica claro a nossa dificuldade de logística e de transporte de oxigênio e outros insumos. Estão morrendo nossos amigos, parentes e conhecidos”, lembrou com pesar o deputado. Segundo dados da Fundação de Vigilância Sanitária (FVS), o Amazonas registrou mais óbitos em janeiro do que nos primeiros sete meses do ano de 2020.

Para o parlamentar, além de sanar as questões emergenciais que diz respeito a pandemia do coronavírus, a finalização das obras da BR-319 implicará não somente em maior desenvolvimento econômico e social para o Amazonas, mas também para outros estados como Roraima, Rondônia e Acre. “No nosso estado, temos um dado preocupante. Segundo o IBGE, 47% da nossa população vive abaixo da linha da pobreza. E é essa triste realidade que o término da BR-319 vai nos permitir mudar. Levando desenvolvimento não somente para o Amazonas, mas para os estados vizinhos também”, destaca Sidney.

“Além de criar possibilidade para o Brasil no que diz respeito a algo inigualável, que é interligar o Atlântico e o Pacífico, numa região estratégica, que possibilitará o desenvolvimento econômico do Brasil e de toda a região. Por isso eu luto e creio na importância da BR-319 para o desenvolvimento regional”, ressaltou o deputado.

Crítica
No vídeo, o parlamentar aproveitou para fazer críticas aos ex ministros do Meio Ambiente que na última semana fizeram manifestações pedindo apoio de outros países para a Amazônia. “Esses ministros têm sua responsabilidade, ou no mínimo peso na consciência porque em sua grande maioria, inviabilizaram o licenciamento ambiental da BR-319”, alertou Sidney.

*******

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.