Polo Industrial de Manaus

Suframa conhece o projeto “Arena de Portas Abertas”

Uma comitiva composta pelo superintendente da Suframa, Algacir Polsin, servidores da Autarquia e do Centro de Biotecnologia da Amazônia (CBA) e representantes das empresas Ocrim, Midea Carrier e Super Terminais conheceu nesta terça-feira (19), na Arena da Amazônia Vivaldo Lima, o projeto “Arena de Portas Abertas”, que consiste na oferta de visitação turística pelo interior do estádio que foi palco de jogos da Copa do Mundo de 2014 e das Olimpíadas de 2016.

Coordenada pela Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur) em parceria com a Fundação Amazonas de Alto Rendimento (Faar), a iniciativa está alinhada ao projeto “Zona Franca de Portas Abertas”, que foi lançado oficialmente pela Suframa em fevereiro deste ano, em parceria com a Amazonastur, e que também tem por finalidade oferecer opções de turismo na cidade de Manaus no intuito de fomentar essa importante atividade econômica, bem como o setor de comércio e serviços.

A visita desta terça-feira fez parte dos testes que estão sendo conduzidos pelo Governo do Amazonas desde março deste ano e que devem ser concluídos no próximo mês de junho com o objetivo de formatar detalhes finais e permitir a visitação de turistas e do público em geral ao estádio.

Na ocasião, a comitiva da Autarquia foi recepcionada pela vice-presidente da Amazonastur, Isadora Alfaia, e fez uma visita guiada por espaços da Arena da Amazônia, incluindo o Museu Internacional do Esporte, vestiários e área do gramado.

De acordo com o superintendente da Suframa, Algacir Polsin, a oferta de mais uma opção de turismo para os visitantes do Estado, a exemplo do que a Suframa vem tentando fazer ao organizar visitações a fábricas do Polo Industrial de Manaus (PIM), é muito positiva. “A Arena da Amazônia é um monumento da nossa cidade, da nossa região, e tenho certeza que vai agregar muito à cadeia turística local”, elogiou Polsin.

+++++++

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.